Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

Intrusos

.Nas ruas rasgadas
Predadores pacientes
Esperam pelos teus ossos


Obtusos intrusos
Gemem pelas tuas carnes
Gelatina comburente
Dor dormente


Nas vielas desmedidas
Adormecem dores combalidas
Empedradas pela brisa
Que clama pelos sonhos.


publicado por Buraco Negro às 22:24
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Carne

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

tags

todas as tags