Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Faca

À  Princesa das Trevas:

 

.Toma esta faca

Com a qual sangrei os lábios com que te beijei

Toma-a nas tuas mãos, muda-lhe a perspectiva e inventarás um espelho

Vê como as lágrimas  desenham caminhos pela tua face

Caminhos que doem

[não sei bem porque têm de ser percorridos]

 

Que a tua faca encontre o meu peito

Com a voragem que recordo nos teus beijos

Deixa-a a descansar em mim

Revolver-me a carne

Sangria venal

 

A tua faca que agora é minha

Equilibra no seu fio uma ténue linha de sangue

Com o qual pretendo escrever todas as palavras que tinha lá no fundo

Perdidas por aurículas e ventrículos oclusos

 

Que  tua mão afiada quando largar a faca

Se corte de encontro à minha

Agarremos as nossas feridas até secarem e se curarem como uma só.


publicado por Buraco Negro às 23:35
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Carne

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

tags

todas as tags