Terça-feira, 28 de Agosto de 2007

Quando a Lua está prenha de luar.

.Que esta noite guarde os nosso sonhos

Para lá do sempre

Em seu ventre situado entre a luz das estrelas e o luar

 

Que o teu corpo guarde o meu

Pelas noites

Por todas as que nunca te poderei ter

 

Que a tua voz me embale antes de dormires

Que sonhes pelas noites as nossas noites impossíveis

 

Não chores as lágrimas que não chorei

Sorri apenas abraçada naqueles segundos

Deixa que o orvalho te humedeça a pele

Ao mesmo tempo que corta a minha

 

Não me deixes dar instruções de como sofreres

Sofre à tua maneira

Eu sofro à minha

Unidos numa espécie de morte

A florir dor

Sob a bênção do luar

 

Naquele lugar

Ecoam melodias de embalar

Dança a solidão tão cheia de ti

Às vezes quase te consigo tocar

Quando a Lua está prenha de luar.

música: "D'ont Let Go" dos The Rasmus

publicado por Buraco Negro às 00:01
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

tags

todas as tags