Domingo, 26 de Agosto de 2007

Sonhos

.Evanescente

Quase que toco na inocência das manhãs

A tua pele tornada nevoeiro

 

Foges-me pelos dedos

Animada pela Nortada

Que me arrasta os sonhos

Para lugares impossíveis

 

Adivinho o anoitecer

Longe dos teus braços

Vislumbro-os

Na luz da manhã

 

Não posso deixar

De sorrir como uma criança

Que sopra sonhos

 

Os ditames da inocência

Rabiscados a decadência

Mas mesmo assim

 

Feliz por momentos

Segundos do tamanho de anos

Vividos entre rebanhos

Daquilo de que são feitos os sonhos.

música: "Souvenirs d'un autre monde" dos Alcest

publicado por Buraco Negro às 00:17
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

tags

todas as tags