Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

]EUT4ná5I4[...limiar da vida...antecâmara da morte...]EUT4ná5I4[

.Deixa-me cuidar da tua morte
Perpetuar a tua dor
Às vezes acalmar a sua
Lenta
Agoniante tarefa


Fala comigo da morte
Mantêm
[Quando necessário]
Um sereno silêncio

Silêncio ferido pela agonia
Calado na falta de esperança

Espera-me a morte
O mistério da morte
O mistério para lá
Da certeza incerta

Dói-me
Cai-o perante mim
Quem sou eu no sofrimento
Conheço a dor
Não me concebo nela

Dependurado na linha da vida
Enclausurado numa dor minha
Feita lei de outros

Morro pelas letras
Devido às letras escritas por outros
Mas
Sou a morte de mim
O fim em mim

Tu na tua brancura alva de anjo
Anjo na morte
Altar da vida.
música: vida, morte, poema, poesia, pensamentos, eutanásia

publicado por Buraco Negro às 23:27
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Carne

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

tags

todas as tags