Segunda-feira, 28 de Maio de 2007

Criança que fui


.Procuro em mim a criança que fui
Que não sou

Espelho:
? Onde estão meus olhos húmidos
? Onde está a esperança dos meus olhos
? Onde estou eu afinal

Luz que foges de mim
Que brincas comigo nesse teu bruxulear

Luz moribunda ao fim destes anos

Recordo as ruas
Brinquedos
Pessoas
Livros infantilmente felizes
Nevoeiro distante
Luz cintilante que desponta de meu coração

Recordo os corredores da minha infância
Os jardins imensos
Da minha cidade de luz
Opacas memórias a pintarem de azul este céu inevitavelmente cinzento

Sentado nesse jardim sou
Sem ser
O que fui outrora.

publicado por Buraco Negro às 23:05
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

tags

todas as tags