Domingo, 28 de Janeiro de 2007

Cura-me

.Espinhos a espetarem-me a carne
Dor na ausência de tua face
Face que encontro aqui
  Acolá

Na noite
Num bar
Na distância
Num terror alcoólico vi-te
Bela com cara de anjo

Tenho braços curtos para te abraçar
Tenho amor que chegue para te condenar
Numa noite
Nas noites
Para sempre

Choro o veneno que bebo
Aquele que te dei a beber

Regresso ao inferno
Não estás
Para me abraçar
Para me condenar

Cura-me
No seio de tuas entranhas
Na fluida arte de amar

Envenena-me
Leva-me ao sul.

publicado por Buraco Negro às 23:56
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

Editors - The Weight of t...

tags

todas as tags