Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007

1515 (I)

A ti meu oriente situado a sul,
A ti minha sulista maneira de encarar a morte:


.Desperto da minha morte dogmática
Automática
Ao som da tua voz

Os rios de sangue
Que correm nas minhas veias
Correram ao som da tua voz

Voz de veludo queimado
Voz embargada
Voz de dor

Voz que quero tocar
Com Platão no meu olhar
Voz que quero tocar
Se Hades não me fulminar.

publicado por Buraco Negro às 14:40
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Depeche Mode - In Your Ro...

Phantom Vision - Far Enou...

Paradise Lost - Faith Div...

Mater

Type O Negative - Dead Ag...

Lycia - Pray

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

tags

todas as tags