Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Discos da Minha Vida: "Antidote" dos Moonspell

 

Em variadíssimas ocasiões surge a questão: qual o disco da tua [minha vida]? Confesso que esta questão tem no meu caso uma resposta em constante mutação. No entanto, o disco em epígrafe muitas vezes me ocorre como resposta à sacramental questão.

 

Se há algo que considero essencial num disco fora de norma é um alinhamento e, mais do que isso, uma estrutura interna que consiga potenciar as músicas e fazer as mesmas valer como um todo cujo o resultado da soma é maior que a adição das mesmas. O início do álbum é um autêntico vulcão de magma metálico, que se vai transmutando até se tornar numa névoa reflexiva e perturbadoramente duradoura.

 

A poesia em minha opinião não deve ser um mero adorno da música mas o recheio, o âmago e catalisador da música. Neste caso em particular são nos servidos poemas que afloram com inteligência, erudição e intensidade temáticas que passam pela metafísica, mitologia, morte, filosofia e mitologia.

 

Estamos perante uma obra que apesar de profundamente humana e humanista [passe o aparente pleonasmo] consegue remeter-nos para um estado de consciência que augura o divino, mas que ao mesmo tempo nos faz sentir até ao osso a finitude que somos feitos.


publicado por Buraco Negro às 23:46
link do post | comentar

o Buraco


. 17 seguidores

Lua

CURRENT MOON

Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

E

W

Negură Bunget - Dacia hip...

Process of Guilt - Blindf...

Editors - The Weight of t...

S

Clan of Xymox - Jasmine a...

Star Industry - Nineties

N

Shape of Despair - Monoto...

tags

todas as tags

visitas ao buraco

Website counter